RSS News Feed newsArticleRSS
< Previous Release | Next Release >
Share Pdf Print
Jun 24 2013

Meio& Mensagem - Reflexões sobre um evento em transformação

 

By Regina Augusto

 

Rendição à Ogilvy — O feito histórico do escritório brasileiro da Ogilvy & Mather é um daqueles cases de mudança de perfil que merece atenção, gostem ou não os concorrentes. A realidade é que a contratação de Anselmo Ramos, em 2007, como vice-presidente de criação, e sua afinidade com Fernando Musa, que logo depois se tornou presidente da agência (em sucessão a Sergio Amado, alçado ao posto de presidente do Grupo Ogilvy no Brasil), foram o grande ponto de inflexão na trajetória do desempenho da Ogilvy em Cannes. O desafio da agência agora será diminuir o gap entre este desempenho e o seu trabalho no dia a dia para os maiores clientes.



Abandono das origens — Não resta dúvida que o Festival se agigantou e seu perfil mudou. Nesta 60ª edição, 12 mil delegados de 90 países disputavam espaços nas ruas, hotéis e no Palais para assistir a 60 seminários, 30 fóruns, 16 workshops e dez master classes. Uns poucos heróis que ainda tentaram ver projeções de long lists de Film Craft e Film — a origem do Festival — passaram por um grande perrengue. As exibições ficaram restritas a salas pequenas, com som ruim, luz acesa e uma ridícula tarja branca com ficha técnica que dividia a tela, dificultando muito a vida de quem queria conferir categorias específicas. O fato de o Festival ter mudado de foco e hoje se centrar muito no conteúdo não justifica esse desrespeito com delegados que pagam muito caro para estar lá. Afinal, com 16 categorias de premiações que geraram 35,7 mil peças inscritas, a premiação ainda é o grande ganha-pão da organização.


A força dos filmes para a rede — Pouco mais de uma década após a BMW subverter as regras do jogo com sua campanha “The hire”, filmes e campanhas criados para a internet deixaram de ser foco de pouco investimento. Muito pelo contrário, projetos como “Retratos da real beleza”, da Ogilvy para Dove; “Beleza interior”, da Pereira & O’Dell para Intel e Toshiba; e “Alma”, da F/Nazca para Leica, não só são produções arrojadas e muito bem acabadas como demonstram o grande potencial criativo que este tipo de filme propicia.



As armadilhas do tempo — Astro Teller, capitão do Google X, o laboratório responsável pela criação do Google Glass, fez uma analogia interessante em sua palestra. Contou que, certa vez, visitou uma exposição sobre a história do aço e no meio da exibição se deparou com um cabideiro de madeira com um chapéu em cima. Achou estranho, pois aquilo não fazia parte do contexto da mostra. No entanto, aquela peça era de aço pintado de cor de madeira e ilustrava a dificuldade de aceitação que o metal teve no seu início. Ficar muito preso ao passado, fazendo coisas velhas sob plataformas novas, disfarçando que os tempos mudaram, pode ser uma armadilha fatal para quem precisa inovar.


O Brasil pegando fogo e dá-lhe vinho rosé — Para a enorme delegação brasileira que todos os anos enche o Palais esta edição do Festival teve um sabor estranho. Enquanto o glamour, festas e a fartura de Leões rolavam soltos por aqui, as manifestações que estão literalmente incendiando grandes capitais do País eram acompanhadas a distância. Um misto de culpa, incompreensão e estranha sensação de acompanhar a cobertura pela imprensa internacional causou um incômodo como se alguém estivesse mexendo na sua própria casa durante sua ausência. Quem assistiu à palestra da grande dama da moda inglesa, Vivienne West­wood, convidada da SapientNitro, teve a sensação de que ela estava falando sobre os acontecimentos recentes do Brasil. “Lute por alguma coisa. Hoje em dia tudo está conectado, e qualquer movimento por menor que seja faz um efeito que nem podemos imaginar.” Parece que os brasileiros, enfim, estão descobrindo na prática o que essa mulher de 72 anos está dizendo.

 

www.meioemensagem.com.br

< Previous Release | Next Release >
Share Pdf Print

Media Contacts

  • For Sapient and SapientNitro inquiries, please contact:

  • Stacy Simpson

    Chief Communications Officer

    communications@sapient.com

     

     

    For Sapient Global Markets inquries, please contact:

  • Geoff Whitehouse

    +44 (0) 207 456 6550

    gwhitehouse@sapient.com

CONNECT